Laringite – Sintomas, Causas, Tratamento, Prevenção

Dores e desconfortos na garganta são sempre irritantes e atrapalham bastante o dia a dia da pessoa, principalmente para comer e beber algo. Porém, o que muitos não sabem é que elas podem significar algo maior, como laringite.

Essa inflamação que ocorre na laringe, e dai que surge o nome da mesma, podem causar diversos sintomas e problemas incômodos. Felizmente, ela não é considerada uma doença grave e pode ser tratada rapidamente com a utilização dos medicamentos certos e efetivos.

Diante dessas várias informações importantes dessa inflamação, hoje, nesse artigo, estaremos abordando detalhes sobre ela, incluindo principais causas, modos de evita-la, as pessoas que possuem mais riscos de adquiri-la e os modos de trata-la.

O que é Laringite?

É uma inflamação que ocorre próxima da laringe e traqueia, causando alterações na voz, pois ataca diretamente as cordas vocais.


Normalmente, a doença tem uma duração bem curta e é tratada rapidamente, porém, quando ocorre de forma crônica, pode ter um prazo maior, com os sintomas durando mais do que 2 semanas.

Sintomas da Laringite

Os principais sintomas apresentados nas pessoas que possuem laringite são:

  • Voz rouca
  • Tosse excessiva
  • Dor na garganta
  • Febre
  • Perda da voz, podendo, até mesmo, ser total
  • Dificuldades para engolir alimentos ou líquidos
  • Inchaço das glândulas
  • Dificuldade para respirar

Causas da Laringite

Existem diversos tipos de laringite e cada uma possui um modo de causa diferente.

A aguda, que são as mais comuns de ocorrer e mais simples de tratar, são provocadas por infecções virais, principalmente pelo vírus influenza. Além disso, existem, ainda, casos que esse tipo é causado pela utilização em excesso da voz ou infecção do tipo bacteriana, mas de formas mais raras.

A laringite crônica, que já é mais grave e dura tempo maior que a aguda, é causada por fumar ou beber excessivamente, refluxos, alergias, sinusite, utilização em excesso da voz ou infecção bacterianas, fúngicas ou causadas por parasitas.

Além disso, existem a laringite provocada com maior facilidade em pessoas que possuem gastroesofágico e se alimentam inadequadamente e a laringite infantil que costuma ser originalizada de um resfriado ou alergia.

Fatores de risco

Os fatores que deixam as pessoas com maiores chances de aquirir laringite são:

  • Fumar ou beber excessivamente
  • Utilizar muito a voz no dia a dia
  • Possuir refluxo gastroesofágico, alergias ou infecções respiratórias
  • Ter de seis meses à três anos de idade

Quando buscar ajuda médica

Quando os sintomas da laringite são apresentados de forma leve e não preocupante, a pessoa pode tomar alguns simples cuidados caseiros e descansar bem para trata-la, sem precisar buscar orientação médica. Porém, quando alguns dos sintomas abaixo acontecerem, é necessário ir ao médico com rapidez:

  • Não conseguir respirar
  • Tossir excessivamente, podendo ter a presença de sangue
  • Febre alta
  • Muita dor
  • Problemas para engolir alimentos e líquidos

Diagnóstico

Quando a pessoa apresenta os sintomas, ela pode buscar ajuda médico com os seguintes especialistas: otorrinolaringologista, pediatra e clínico geral.

Antes de dar início aos exames, o médico irá fazer uma série de perguntas sobre os sintomas e alguns ações que você teve nos últimos dias.

Conseguindo as respostas que deseja, o especialista começará, de fato, o diagnóstico. O primeiro exame costuma ser o físico no pescoço, para verificar os possíveis sinais de inflamação. Além disso, exames como videolaringoscopia, biópsia e radiografia podem ser solicitados.

Tratamento da Laringite

Quando a laringite ocorre de forma mais intensa, com os sintomas mais presentes. é necessário utilizar algum medicamento, que será indicado pelo médico especialista. Nunca utilize o remédio por conta própria.

Os que normalmente são utilizados:

  • Antux
  • Broncho-Vaxom
  • Cefalexina
  • Ceftriaxona
  • Clindamin-C
  • Clobutinol + Succinato de Doxilamina
  • Doxiciclina
  • Flanax
  • Nimesulida
  • Paracetamol

Dependendo do caso, ainda pode ser necessária uma ação cirúrgica.

Tratamento caseiro para LaringiteO que é bom para laringite

Como já foi abordado em tópicos anteriores desse artigo, é possível tratar a inflamação de forma simples e caseira. Para isso, basta descansar a voz, falando baixo, deixar o ambiente úmido, beber muitos líquidos, de preferência sem estar muito gelado e não fumar.

Possíveis complicações

Normalmente, quando a doença não é tratada com rapidez, pode causar problemas em órgãos das vias respiratórias.

Prevenção

As principais formas de prevenção são:

  • Evitar o fumo, álcool e café em excesso.
  • Não ficar próximo de fumaça.
  • Beber muita água diariamente
  • Não limpe a garganta.
  • Tome as precauções possíveis para não pegar nenhuma doença nas vias respiratórias.

Pergunta dos leitores

Laringite e Faringite é a mesma coisa?

Apesar de muitas pessoas confundirem as duas doenças, elas não são a mesma coisa. Enquanto a laringite ocorre na laringe, a faringite ocorre na laringe, que fica localizada no final da boca.

Laringite pode pegar em bebê?

Sim, na verdade, as principais vitimas da laringite são crianças, principalmente as com mais do que 3 meses. Diante disso, é importante buscar orientação médico com rapidez à um dos sintomas da doenças serem apresentados no bebê, pois os problemas podem ser maiores neles.

Laringite é contagiosa?

Sim, quando ela for bacteriana ou causada por um fungo. A principal forma de contágio é pela tosse excessiva que a laringite causa.

Sim, a laringite é contagiosa se o patógeno for uma bactéria ou um fungo. O modo de contágio é semelhante ao das outras infecções respiratórias.