Amenorreia

A menstruação faz parte da vida de uma mulher. Assim que ela acontece pela primeira vez, sabemos que o organismo está preparado para procriar. Mas quando essa menstruação não acontece ou, após acontecer, ela desaparece, a mulher pode estar sofrendo de amenorreia, uma condição que impede que o ciclo menstrual aconteça.

O que é Amenorreia?

Conhecida popularmente também como períodos perdidos e falta de menstruação, a amenorreia é a ausência da menstruação num período que ela deveria acontecer. Como é de conhecimento geral, a menstruação geralmente não acontece antes da puberdade, após a menopausa e durante a gravidez. Caso ela não ocorra em outro período, se caracteriza a amenorreia.

Em determinadas situações, a amenorreia é um dos sintomas de alguma condição clínica tratável. Para efeito de comparação, é diagnosticado com amenorreia as mulheres que perderam pelo menos três ciclos menstruais consecutivos e as meninas que até os 15 anos não iniciaram a menstruação.

Tipos de Amenorreia

A amenorreia pode ser caracterizada em dois diferentes tipos, sendo que cada um é ligado a um período diferente da vida da mulher.


Amenorreia primária

A amenorreia primária de caracteriza quando a mulher chega aos seus 15 ou 16 anos de vida, mas sua primeira menstruação ainda não aconteceu. Em grande parte dessa situação, os pacientes são diagnosticados com a amenorreia.

Amenorreia secundária

Quando a mulher já menstrua e possui seu ciclo normal, significa que está tudo certo. Mas quando essas pessoas sofrem com a ausência da menstruação durante três ciclos consecutivos ou mais, se caracteriza a amenorreia secundária.

Amenorreia

Causas da Amenorreia

O desenvolvimento da amenorreia nem sempre é conhecido. Apenas em situações naturais, como durante a gravidez, a amamentação e a menopausa é fácil de diagnosticar. Mas há muitos casos não naturais que caracterizam a amenorreia primária e a amenorreia secundária.

Nessas situações, a amenorreia pode ter sido desencadeada por causa de algum efeito secundário de alguma medicação ou então em decorrência de algum problema clínico. Apesar disso, nem sempre é fácil saber qual medicação ou qual condição está ocasionando tal situação na mulher, sendo necessário tomar algum procedimento para chegar no resultado.

Entre os medicamentos, os mais comuns que podem causar amenorreia são os anticoncepcionais, contraceptivos implantados ou injetáveis ou DIU. Além disso, antipsicóticos, antidepressivos, quimioterapia, anti-histamínicos e medicamentos para pressão arterial podem desencadear a amenorreia.

O estilo de vida as vezes pode influenciar no desenvolvimento da amenorreia. Pessoas que fazem dietas muito restritivas, que praticam atividade física em excesso, baixo peso, obesidade, estresse e ansiedade, falta de sono e depressão também podem ser a causa.

Algumas condições também podem ser a causa, como desequilíbrio hormonal, síndrome dos ovários policísticos, tumor na hipófise, menopausa prematura, distúrbios da tireoide, cicatriz uterina, síndrome de Asherman, anormalidade estrutural da vagina e ausência de órgãos reprodutivos.

Além disso, os maiores fatores de risco são o histórico familiar, o treinamento atlético e transtornos alimentares.

Sintomas da Amenorreia

Como era de esperar, o principal sintoma da amenorreia é a ausência de períodos menstruais quando eles deveriam acontecer.

Além disso, dependendo da causa da amenorreia, os seguintes sintomas podem ser observados: secreção láctea pelo mamilo; dor de cabeça; queda de cabelo; alterações na visão; dor pélvica; excesso de pelos faciais e; acne.

Consulte o médico caso há a ausência de ciclo menstrual, especialmente se estiver acompanhado de algum desses sintomas ou de algum outro citado e não conhecido.

Possíveis complicações

Existem duas principais complicações que podem afetar diretamente a vida da paciente. A primeira é meio óbvia. Como não há período menstrual e, como consequência, ovulação, não há nenhuma possibilidade da mulher engravidar naturalmente, caracterizando um quadro de infertilidade.

Agora se a amenorreia é ocasionada pelos baixos níveis de estrogênio no organismo da mulher, ela pode estar em risco de sofrer com a osteoporose, que é quando há enfraquecimento dos ossos do corpo.

Diagnostico da Amenorreia

O diagnóstico pode ser feito por ginecologistas, obstetras e endocrinologista. Um histórico médico da paciente será solicitado, além de uma conversa sobre todos os sintomas presentes e o tempo que está sentindo eles. Para aumentar a chance de acerto, uma série de perguntas será realizada.

Após isso, o médico responsável irá realizar um exame físico e um teste de gravidez será solicitado, caso seja necessário (de acordo com a resposta para a pergunta sobre a última relação sexual). Um exame de sangue irá medir estradiol, LH, FSH, Prolactina, T3 e T4 e TSH.

Alguns outros exames que poderão ser solicitados, são:17 hidroxiprogesterona, tomografia computadorizada, análise dos cromossomos, ressonância magnética do cérebro, progesterona sérica e ultrassonografia pélvica.

Tratamento de Amenorreia

Como há diversos motivos para apresentar amenorreia, o método de tratamento varia muito. Se ela for uma amenorreia primária ocasionada por defeito congênitos, por exemplo, a ingestão de medicamentos à base de hormônios pode ser necessária, ou então cirurgia.

Se a causa for tumor no cérebro, a radioterapia, quimioterapia ou cirurgia será necessária para a retirar do tecido canceroso. Se a causa for uma doença sistêmica (distúrbios da tireoide, por exemplo), o tratamento da própria doença fará, provavelmente, com que os períodos menstruais normais voltem.

O baixo peso ou excesso de exercícios que causam amenorreia podem ser contornados com a recuperação de peso e o a diminuição da atividade física.

Infelizmente nem todo o caso de amenorreia tem cura, por isso é importante consultar o médico e ver qual a causa da sua.

O que é Amenorreia?

Medicamentos para Amenorreia

Como a causa da amenorreia pode variar muito, assim como os tratamentos para sua causa também, os medicamentos sugeridos são indicados para cada caso, assim como sua dosagem e duração do tratamento. Apesar disso, existem dois que são mais comuns: Acetoflux e Dostinex.

Pergunta dos leitores

É possível engravidar com Amenorreia?

Não. A amenorreia se caracteriza pela ausência do ciclo menstrual por pelo menos três meses. Quando não há ciclo, não há ovulação e quando não há ovulação, não há como engravidar de maneira natural.

Amenorreia é grave?

A amenorreia em si não vai causar nenhum mal, visto que geralmente ela é um sintoma de algo. Mas a alteração de fluxo hormonal e situações do tipo podem ocasionar em problemas maiores. No caso, quando há falta de estrogênio (o que pode causar a amenorreia), a paciente pode desenvolver osteoporose. Há também a chance da amenorreia acontecer por causa de um tumor no cérebro, o que é muito grave.

Existe um medicamento natural da Amenorreia?

Há uma série de alimentos que podem ajudar o ciclo menstrual a normalizar, o que pode ajudar na amenorreia. Mas quando há amenorreia, significa que a mulher está a pelos menos três meses sem menstruar, então é provável que a causa da amenorreia seja alguma condição. Verifique com seu médico sobre a possibilidade de tentar tratar com medicamentos.